CONTROLE DE TEMPERATURA
Aquecimento/Refrigeração/Congelamento

Vida Sistêmica Normotérmica
(Seco: +37C a +32C)

Vida Celular Hipotérmica
(Seco:+31C a +5C / Molhado: +4C a -20C)

Vida Atômica e Genética Criotérmica
(Congelamento Seco: -20 a -40C)

Vida Informática Normotérmica
(Temperatura Ambiente Seco: 10C a 30C)

CAPACIDADE
ARMAZENAMENTO-REDE
INFORMAÇÃO-ENERGIA-FLUÍDOS

SUPORTIVOS
Sangue, O2, Água, Nutrientes, Hormônios

PRESERVATIVOS
Açúcar, Minerais, Sal, Proteína, CO2, N2

SENSITIVOS
Nano Partículas Foto, Eletro, Magnéticas

ESTIMULATIVOS
Químicos, Fotônicos, Elétricos, Magnéticos

INTERVENTIVOS
Nano Cateter, Bisturi, Laser, Garra, Robôs

IMUNATIVOS
Vacinas, Glóbulos Brancos, Antibióticos

REGENERATIVOS
Reprogramação, Transferência de DNA

REPRODUTIVOS
Reprodução e Regeneração Celular

GENETIVOS
Células Tronco, Gametas, DNA

INFORMATIVOS
Interface Texto, Audio, Video
Imagens Magneto-Foto-Eletro-Sônicas



MÓDULO DE VIDA PERMANENTE
Módulo de Vida Permanente (MVP) é um produto de baixo custo, alta performance, multi aplicativo, com economias de escala e escopo. Preserva, regride, regenera, progride Vida Sistêmica, Celular, Atômica, Genética e Informática. Preço alvo de US$9995 + US$95 mês para mercado alvo de mais de 7 bilhões de Humanos.

Acar/Ocar/Olife cube-sphere with ICU Intensive Care Unit, compacted/advanced into PLM Permanent Life Module, CBM Cell Bank Medculture, IUI Individual Universal Immunotherapy, Life Fluid Incubator, compacted/advanced into Abot Avatarbot, dependent cyber digital medical assistant and Nbot Neurobot independent bio-cyber analogic doctor-bot with dual-structure/organs supporting life of cell-donor.

Máquina de Imunoterapia Universal Individual preserva Vida Sistêmica, processando, suplementando sangue, bancos de células, curando/imunizando vírus, bactérias, toxinas, câncer, trauma e envelhecimento, mesmo após falha elétrica cardio-respiratória/cerebral (aka "morte"), permitindo recuperação, com circulação total, ou se obstruida, segmentada.

Um produto bioquímico-Infotrônico (bioengenharia, biogenética, bioinformática, bioeletrônica, criobiologia, microbiologia, microfluidos, biomedicina e nanomedicina) sistematizando múltiplas técnicas/serviços/produtos em um único dispositivo que pode ser produzido em massa (economias de escala), ter múltiplas funções (economias de escopo), integrado com capacidade de controle/armazenamento/rede para receber/enviar informação, energia e fluidos.

É crucial ter a tecnologia para regredir/progredir estágios de vida no mesmo dispositivo devido a diferenças/ineficiências/descoordenações culturais, filosóficas, científicas que levam ao abandono de Vida Sistêmica, Celular, Atômica, Genética, Informática e eventual dispersão atômica/molecular parcial não identificável. Isso é típico de procedimentos mortuários, médicos, legais e religiosos correntes, onde geralmente só esqueleto ou cinzas sobram, com perda de Vida Permanente Identificável (se também Vida Genética e Informática não forem preservadas).

A postura corporal móvel do Módulo de Vida Permanente (também aplicável à postura em cama de dormir) é um ângulo de 30 graus para o superior e ângulo de 10 graus para o corpo inferior, deitado sobre as costas, por causa do efeito da gravidade sobre o sistema circulatório, respiratório e imunológico: melhor circulação do cérebro aos pés (fornecimento de oxigênio/nutrição para as células) e fluxo para baixo/fora de muco/fluído/patogênicos defensivos evitando a estagnação e propagação de infecção. Também permite uma melhoria de circulação por balanço gravitacional.

Todos hospitais, clínicas, ambulâncias, organizações e eventos com grande concentração de pessoas devem ter um MVP. Eventualmente todos indivíduos devem ter seu MVP individual no local de trabalho e/ou em sua residência. Inicialmente Pacientes podem retirar sangue e outros fluidos para testes preventivos, colher células tronco e imunológicas, a serem replicadas e criopreservadas em um banco para uso imediato econômico, quando necessário, como adição de transferências de antígeno e nucleares, para eliminar qualquer infecção viral/bacteriana, câncer ou ferimento de células e tecidos.

Imunoterapia Universal Individual (IUI) pode eliminar vírus, bactérias e câncer com o menor custo e maior performance da indústria da saúde: extração de sangue com patógeno, célula infectada e células brancas; extrações adicionais, com centrífuga separando células brancas (adicionadas a primeira extração), células vermelhas (oxigenadas) e plasma (adição de nutrição/suplementos).

1) SUB-MÓDULO DE VIDA SISTÊMICA (PROTEÇÃO-REGENERAÇÃO SISTÊMICA):

Máquina de Imunoterapia Universal Individual preserva Vida Sistêmica, processando, suplementando sangue, bancos de células, curando/imunizando vírus, bactérias, toxinas, câncer, trauma e envelhecimento, mesmo após falha elétrica cardio-respiratória/cerebral
(aka "morte"), permitindo recuperação, com circulação total, ou se obstruida, segmentada.

Micro Lab (análise de microfluidos como sangue, saliva e urina);
Micro Imunidade (Imunoterapia Universal Individual, vacinas e nano marcadores celulares);
Micro Nutrição (oxigênio, glicose e hormônios saguíneos);
Microfiltração (filtração sanguínea);
Micro-tela (interação direta com banco de dados de informações e médicos);
Micro imaging (imagem de ultra-som / ressonância magnética: ossos, músculos e tecidos), Micro Sonda (nano cateter/robo de vaso-sanguíneo ou inter-celular diagnóstico e tratamento).

Expectativa de vida média tem consistentemente avançado e quando alcança em torno do ponto médio, proteção a Vida Sistêmica deve ser aplicado para estender a vida adiante e potencialmente para sempre. Deterioração de ossos, músculos, tecidos, órgãos e cérebro por suposto "envelhecimento", levando à redução de mobilidade e/ou capacidade intelectual (especialmente por ociosidade ou uso de drogas neurológicas), a paralisação cardiorrespiratória, a paralisação neurológico e suposta "morte". Correntemente 85 a 95 anos é a idade usual de intervalo tratamento em termos de custo-benefício, onde não há nada a perder e tudo a ganhar se há significativa redução de mobilidade e/ou capacidade intelectual.

Células podem dividir/crescer indefinidamente desde que o telômero celular (extremidade dos cromossomos) tenha tamanho adequado induzido pela enzima telomerase que por sua vez é induzida por hormônios. Células neurais (produzidas até os 6 anos e potencialmente posteriormente) e musculares cardíacas (renovadas de 0,3% a 1% ao ano baseado em datação por carbono) não tem um tempo de vida fixo, podem crescer em tamanho, podem sobreviver indefinidamente (se não forem destruídas por drogas neurológicas, câncer, vírus, bactérias e tiverem proteção adequada), podem ser substituídas/recuperadas através de estímulo interno (enzimas/hormônios de regeneração/reparo) e/ou introdução externa de células tronco/reparo/substituição (bio células, nanorobôs e/ou super células artificiais). Indivíduos considerados "mortos" pela medicina tradicional primitiva tem 99,99% de células vivas e neurônios saudáveis semelhantes ao tempo da infância (a não ser se afetados pelo efeito colateral de drogas neurológicas ou poluentes).

Vida sistêmica deve ser preservada com atividade física/mental e suplementos nutricionais/hormonais/ imunológicos: hormônios/células brancas bio-idênticas (mesmo DNA) e bio-específicas (vacinas anti-câncer/vírus/bactéria); nano-marcação celular sensitiva/seletiva (fototérmica/eletromagnética/bioquímica); crescimento de tecido/órgão específico através de células tronco com transferência nuclear ou reprogramação/pluripotência genética para acelerar o crescimento de células saudáveis e reprimir o crescimento de células não saudáveis. Anomalias como câncer, massa muscular recrescida fraca ou defeito ventricular cardíaco podem ser evitadas com hormônios/vacinas bio-idênticas, exercício/nutrição suplementar, monitoramento e/ou intervenção corretiva.

O sub-módulo de Vida Sistêmica deve oferecer suporte para preservação e regeneração permanente das células; reforço do sistema imunológico para combater vírus, bactérias e câncer danosos (antibióticos e vacinação: células brancas bio-idênticas externamente/internamente induzidas para combate específico e nanomarcadores de células não saudáveis para acelerar sinalização a células brancas); testes de microfluidos (sangue, saliva, urina etc.); exame de micro ressonância magnética e ultra som (osso, músculo, tendão e tecido); regeneração, construção e transplante de tecidos/órgãos/células; nano, micro e macro cirurgia; suplementos nutricionais/hormonais/imunológicos; exoesqueleto ortopédico/neurológico/circulatório (pressão/contra-pressão); nanomarcadores / nanorobôs / nanoesponjas (hidrogel c/ membrana de células vermelhas p/ enxugar) celulares foto / magnético/ elétrico / químico / bio (virus/bacteria positiva para modificador de gen) sensíveis para eliminar células não saudáveis ou posicionar novas células saudáveis derivadas de células tronco.

Células pluripotentes podem ser qualquer tipo de célula via reprogramação celular de DNA com genes de pluripotência Oct4/Pou5f1, Sox2, cMyc e Klf4 (CTPI: Células Tronco Pluripotentes Induzidas); reprodução celular via transferência de DNA nuclear para novos oócitos (TNCS: Transferência Nuclear de Células Somáticas); engenharia genética com uso de nano-robôs e/ou bio-robôs (CRISPR/TALEN/ZFN/MAGE etc.); regeneração permanente com mitose controlável ilimitada, parando o encurtamento de telômeros no final dos cromossomos que limitam mitoses a cerca de 50, via gene/enzima (HTert/Telomerase Transcriptase Reversa) induzidos via hormônios de crescimento.


Um sistema suplementar imune deve combinar simultaneamente marcadores celulares (reforçar sinalização ao sistema imunológico de células cancerígenas, virais e bacterianas nocivas), protetores de pontos de verificação imunológicos (desativados/inibidos por agentes nocivos), vacinas indiretas (alarme ativador específico do sistema imunológico contra células nocivas) e vacinas diretas (introdução de células imunológicas pré ativadas contra células nocivas específicas).

Deve haver tambem uma combinação de nano marcadores bio-químicos, eletro-magnéticos, e/ou fotônicos com vacinas bio-idênticas anti cancerígenas/ virais/ bacterianas e/ou destruidores/construtores de células marcadas. O nano marcador foto/eletro-magnético sensível de células não saudáveis pode destruí-las mediante subsequente estímulo térmico foto/magneto/elétrico (laser, micro-ondas e/ou corrente/onda eletro-magnética). Células saudáveis derivadas de células tronco podem igualmente ser nano marcadas, por exemplo com substância magnética biodegradável, e conduzidas a um local específico, através da corrente sanguínea, até região marcada por campo magnético.

O atual tradicional sistema anticâncer quimo radioativo é caro, tem eficiência limitada a tumores inciais e tem efeitos colaterais significativos, inclusive letais, ao atacar também células saudáveis. Braquiterapia, micro radiação de curta distância, introduzindo micro sementes radioativas via cateter, diretamente no tumor são mais eficientes com efeitos colaterais menores. O atual sistema governamental burocrático de aprovação de tratamentos patenteados é ineficiente/danoso e visa o interesse primário empresarial e secundariamente dos pacientes que deveriam ser tratados com sistemas múltiplos simultâneos, teoricamente mais eficientes, para sua verificação empírica.

Em novos sistemas, fosfoetalonamina por exemplo poderia ser usada como um marcador bio-químico, porque participa da formação de membranas celulares que incluem proteínas. Esta substância ou qualquer outra que acelere a colocação de proteínas/proteases sinalizadoras (como Interleukin/caspase) ou disfuncionais (cancerígenas) na membrana celular, levaria a uma aceleração na marcação ou identificação desta célula como cancerígena pelo sistema imunológico.

Se adicionalmente células brancas do paciente com câncer são retiradas e expostas a marcadores cancerígenos, estarão imediatamente condicionadas / preparadas a atacar estas células não saudáveis quando reintroduzidas na corrente sanguínea. Se for adicionado um nanomarcador magnético biodegradável as células brancas e for colocado um campo magnético de atração, estas células serão atraídas a região com câncer mais rapidamente, cuja marcação foi também acelerada pela fosfoetalonamina (somado a um protetor contra inibidores/desativadores de pontos de verificação da célula imunológica), destruindo as células cancerígenas de forma imediata e eficiente. Células saudáveis bio-idênticas derivadas de células tronco podem igualmente ser conduzidas ao local afetado para reparar o tecido/órgão.

Correntes/ondas elétricas e fotônicas são usadas atualmente em sistemas de preservação da Vida. Correntes/ondas gravitônicas (quantum de energia-matéria sub-fotônica) expandiriam ainda mais as possibilidades com diagnósticos e tratamento celular completo automatizado humano, identificando todas as células saudáveis e não saudáveis a serem reparadas ou eliminadas por marcadores celulares, ondas multi quantum de energia e/ou nanorobôs.

2) SUB-MÓDULO DE VIDA CELULAR (EXO-CIRCULAÇÃO VASCULAR):

Máquina de Imunoterapia Universal Individual preserva Vida Sistêmica, processando, suplementando sangue, bancos de células, curando/imunizando vírus, bactérias, toxinas, câncer, trauma e envelhecimento, mesmo após falha elétrica cardio-respiratória/cerebral
(aka "morte"), permitindo recuperação, com circulação total, ou se obstruida, segmentada.

AEROHEART, CIRCULAÇÃO VASCULAR EXTERNA AUTOMATIZADA,TRAJE CORPÓREO PNEUMÁTICO ELÉTRICO DE ESTÍMULO NEURO-MUSCULAR E DE CINTOS DE PULSAÇÃO- COMPRESSÃO, BOMBA AR-VÁCUO DE RESPIRAÇÃO, PLATAFORMA DE BALANÇO DE GRAVIDADE, OXIGENAÇÃO-NUTRIÇÃO- FILTRAÇÃO DE SANGUE, ESTIMULADOR ELETRODOS-ELETROQUÍMICO, REFRIGERAÇÃO PARA REDUÇÃO DO CONSUMO DE OXIGÊNIO CELULAR, CIRCULADOR AR-VÁCUO CARDÍACO DE PRESSÃO-SUCÇÃO SANGUÍNEA EXTERNO/INTERNO.

Se Vida Sistêmica não pode ser sustentada, em caso de parada cardiorrespiratória e neurológica, haverá uma regressão a Vida Celular que deve ser protegida com sistemas artificiais até que a progressão de volta a Vida Sistêmica seja possível.
Paralisação cardiorrespiratória a partir de hemorragia/infecção/câncer controlável localizado ou dano/disfunção em sistema/órgão por trauma, câncer, bactérias ou vírus (etc), levando à paralisação neurológica, podem ser revertidos com sistemas cardiorrespiratórios artificiais.

Vida Celular deve ser preservada com circulação mecânica sanguínea/oxigenação (massagem manual do coração gera apenas 15% da circulação sanguínea normal e não pode ser sustentada por longo tempo) externa (traje de pulsação com cinta inflável automática peitoral, bomba vertical peitoral de pulsação do coração, cintas infláveis de contra-pulsação nos braços/pernas, desfibrilador de choque elétrico automático, oxigenação de boca com válvula de vácuo e circulação com balanço gravitacional) e/ou interna (máquina coração-pulmão com oxigenação / nutrição / imunização / filtragem de sangue direta) e/ou redução da temperatura para reduzir o consumo de oxigênio celular (redução de 50% a cada redução de 10 Celsius até 4 graus Celsius) Celsius), suplementação elétrica cárdio-muscular e cérebro-neurológica (rede corporal de eletrôdos para manutenção de contração muscular e de fluxo elétrico neurológico). Se circulação geral unificada não é possível (por causa de disfunção de órgão e/ou câncer/hemorragia/infecção localizada), circulação independente parcial/segmentada pode ser utilizada para prover oxigenação, nutrição, filtração, imunização, hormonização e regeneração para as células.

Geralmente depois de 3 a 5 minutos de tentativas fracassadas para reiniciar os sistemas circulatório e respiratório, com tradicional monitoramento cardio-respiratório e estímulo elétrico/físico manual, o paciente é declarado clinicamente morto pela medicina tradicional e espera a morte legal quando o sistema neurológico parar pela falta de oxigênio nas células. Alguns médicos ou sistemas médicos primitivos podem tentar temporariamente estender a janela para reiniciar o sistema cardio-respiratório usando estimuladores cardíacos externos automáticos e/ou sacos de gelo, para reduzir a temperatura e o consumo de oxigênio celular. O conjunto de possibilidades da medicina avançada não estão sendo usadas na sua total extensão para preservar Vida, principalmente por razões econômicas e por ineficiências de integração sistêmica.

O balanço gravitacional em plataforma de corpo inteiro de fibra de carbono (alavancagem central de cima para baixo) apoia exoesqueleto de corpo inteiro que também pode ser usado para imobilização completa/parcial do esqueleto, para recuperação de fratura óssea, e/ou mobilidade elétrica de substituição muscular. Desfibrilador e sistema elétrico de corpo inteiro pode estimular (eletrodos externos / eletroquímicos internos) coração, cérebro, órgãos e tecidos para aceleração da recuperação e reiniciação de atividade. Cintos de pulsação infláveis colocados em exoesqueleto dão contra pressão sequencial de circulação para aumentar fluxo/refluxo arterial/venal da pressão do cinto torácico sobre coração.

Traje de cintos formam um sistema de corpo inteiro refrigerado de circulação pressurizada, ligada/sincronizada com uma plataforma de balanço gravitacional e uma bomba de ar de respiração com pressão de vácuo torácica sobre o coração. Todos os dispositivos agindo em conjunto e com redução no consumo de oxigênio celular via refrigeração, pode aumentar significamente a eficiência da primitiva massagem manual cardíaca RCR e sopro de entrada de ar (de somente 15% de eficiência em comparação com a circulação normal), sustentando Vida Celular até progressão de volta para Vida Sistêmica.

O Módulo de Vida Permanente pode ser usado para estender indefinidamente Vida Celular via oxigenação celular externa/interna e/ou para reduzir gradualmente a temperatura do paciente, reduzindo o consumo de oxigênio nas células em 50% para cada redução de 10 graus Celsius, mantendo um monitoramento cardio-respiratório e estímulo físico/elétrico guiado por computador. O seu componente Máquina Pulmão-Coração pode ser utilizado para estender Vida Celular indefinidamente, ou para potencialmente substituir coração/pulmão interior antes de um transplante bio/artificial, ou para redução direta de temperatura sanguínea para induzir uma hipotermia corporal rápida como um último recurso de redução de consumo de oxigênio, antes de congelar/desativar as células com transição de Vida Celular para Vida Atômica.

Ondas sônicas, elétricas, fotônicas e/ou gravitônicas podem, em teoria, eliminar células cancerígenas / senis / insalubres, bactérias e vírus, rompendo suas membranas naturais ou revestidas por marcadores bioquímicos ou nanorobóticos, preservando membranas celulares saudáveis mais fortes (testes empíricos devem determinar a densidade / tamanho / frequência das ondas). Esta pode ser a última tentativa de preservar Vida Celular, antes de regredir para Vida Atômica, onde o procedimento poderá ser repetido, contra membranas insalubres que resistam ao congelamento instantâneo gerando microcristais de água, desidratação, descongelamento e reidratação (marcadores podem desproteger membranas insalubres enquanto membranas saudáveis são protegidas por criopreservativos como trehalose).

3) SUB-MÓDULO VIDA ATÔMICA (EXO-CIRCULAÇÃO POROSA):

AQUAHEART, RESERVATÓRIO DE CRIOPRESERVATIVO E SANGUE, CONGELADOR INSTANTÂNEO E SECO, PLATAFORMA VIBRATÓRIA, MICRONDAS ELETRO-MAGNÉTICAS, DESIDRATADOR A VÁCUO, REIDRATADOR, CIRCULADOR DE PRESSÃO-GRAVIDADE INTERCELULAR POROSA EXTERNA.


Hemorragia / infecção / câncer generalizado e/ou disfunção de órgãos vitais pode obstruir circulação vascular unificada ou segmentada, levando a um colapso generalizado das células, que podem ser desativadas temporariamente para sua proteção, até que circulação porosa possa ser adicionada a circulação vascular obstruída, possibilitando que todas as células possam ser alcançadas, sustentadas e regeneradas. Paralisação cardiorrespiratória a partir de hemorragia / infecção / câncer generalizado incontrolável ou dano/disfunção em sistemas / órgãos vitais por trauma, câncer, bactérias ou vírus, levando à paralisação neurológica, pode ser revertido com congelamento instantâneo/seco seguido de reidratação/circulação porosa, regeneração celular e progressão de volta a Vida Celular/Sistêmica.

Vida Atômica deve ser preservada com desativação de células (para subsequente reativação após reidratação e regeneração celular) usando criopreservativos (solução açucarada/salina/iônica como fosfato-trehalose para penetrar e proteger membranas celulares incluindo núcleo e organelas internas), congelamento instantâneo/seco (-20 a -40 Celsius, ondas eletromagnéticas, vibração mecânica, sublimação em vácuo, formando uma esponja porosa seca celularmente estruturada) e reidratação (vapor, névoa, spray e líquido). Reintrodução de sangue (ou solução circulatória) incluindo hormônios e glóbulos brancos bio-específicos/bio-idênticos com mesmo DNA (vacinas anti-cancerígenas/virais/bacterianas) acelera o crescimento de células saudáveis e suprimi células não saudáveis. As células serão alimentadas com glucose/oxigênio (etc) diretamente via poros/vasos (fluxo cíclico por pressão/osmose/eletrólise/gravidade de cima para baixo), restabelecendo Vida Celular aquática.

Congelamento instantâneo/seco resulta em um corpo "esponja" poroso seco que pode ser reidratado/regenerado por meio de circulação adicional porosa intersticial/intercelular de alta (líquido) para baixa (vácuo) pressão. Circulação Porosa Intercelular total, para todo corpo, ou parcial para órgão, tecido, segmento do corpo danificado sem circulação vascular, em adição a circulação parcial vascular para o resto do corpo. Células são adicionadas ou regeneradas por mitose ou por introdução de células tronco externas com nano marcadores/robôs para guiá-las para o lugar e/ou a utilização de suportes biodegradáveis para montar completamente órgãos/tecidos. Depois de regeneração da estrutura celular (usando também introdução externa de células tronco se necessário), haverá uma transição para Vida Celular externa seca com adição natural/artificial de queratina epidérmica externa, mantendo a circulação vascular mecânica para nutrição/oxigenação do sangue. Finalmente deve haver uma transição de volta a Vida Sistêmica original com a reativação dos sistemas naturais circulatórios, respiratórios e neurológicos via estímulo químico/elétrico.

Quando Tardígrados (o mais resistente animal da Terra) secam, a glucose no seu corpo muda para trehalose e entram em criptobiose, um estado onde parecem "mortos". Mas quando recebem água, reativam as células e retornam ao seu estado metabólico. Tardígrados suportam alterações de menos 200 graus Celsius a mais de 150 graus Celsius, mais de 30 anos sem água/alimento, suportam o vácuo do espaço, calor/radiação solar, através de desidratação de células, regredindo à Vida Atômica, de volta para Vida Celular e Vida Sistêmica, incluindo preservação da capacidade de reprodução. As Esponjas do Mar tem uma circulação porosa intercelular de água do mar, demonstrando empiricamente, junto com os Tardígrados, a possibilidade de desidratação, reidratação e regeneração celular.

Vida Atômica deve ser preservada com desativação/desidratação de células (para subsequente reativação após reidratação e regeneração celular) usando criopreservativos (solução de fosfato/ açúcar-trehalose/salina), congelamento instantâneo/seco (-40 Celsius, vibração eletromagnética/mecânica, sublimação em vácuo, formando uma esponja porosa seca celularmente estruturada) e reidratação (vapor, névoa, spray e líquido). Se este congelamento seco / instantâneo / criopreservado de alta tecnologia assistida não estiver disponível, Vida Atômica/Celular deve ser preservada em geladeira (hipotermia seca +4C), freezer (em água salina até -20C ou água açucarada até -40C), próximo aos polos da Terra ou em altas montanhas, com água açucarada ou salina se possível (ruptura de membrana celular por cristais de água congelada é potencialmente reparável com um protocolo de descongelamento molhado específico). Água congelada pode levar a dano celular, mas é melhor do que não preservação, porque em teoria danos celulares podem também ser reparados, enquanto o colapso de estrutura celular em alta temperatura ambiente, seguida de dispersão atômica, não pode ser reparada com os mesmos átomos, que ficarão não identificáveis no ambiente. O protocolo de degelo líquido de criopreservação multicelular consiste em elevar a temperatura das células de cima para baixo para evitar colapso mecânico.

4) SUB-MÓDULO DE VIDA GENÉTICA E INFORMÁTICA (DNA-MEMÓRIA BIO-BINÁRIA):

MICRO CONGELADOR INSTANTÂNEO/SECO (preservação de bio-DNA),
MICRO HARDRIVE-SOFTWARE (DNA e memória binária).

DNA bio-preservado em células congeladas/desidratadas, permitindo que átomos idênticos sejam remontados em estruturas celulares idênticas de um novo idêntico corpo ("hardware") parcial (órgãos/tecidos) ou total, via reprogramação genética de células tronco, ou reprodução com gameta (oócito) por transferência nuclear (filho/filha gêmea de adultos ou irmão/irmã gêmea de menores). Também uma memória cerebral similar ("software"), transferida diretamente (interface de neurônios quando possível) ou indiretamente via memória binária (interface de texto / áudio / vídeo de conhecimento, cultura e história). Conexão neural direta invasiva mais rápida e a interface indireta não invasiva mais lenta (texto / áudio / vídeo) também têm a alternativa híbrida de aceleração não invasiva de meia velocidade subconsciente / dormindo / hipnose de input/entrada (ouvido/áudio e olho/vídeo/texto) e output saída (boca/voz/áudio e mão/texto/imagem).

Diferentes tipos de células unipotentes (células adultas de tecidos, órgãos, fluídos) ou pluripotentes (células tronco embrionárias e adultas, como no sangue do cordão umbilical) devem ser preservadas para potencial reprogramação e/ou transferência nuclear. Preservação do código genético DNA para regeneração/reprodução das células de órgãos/tecidos/fluidos e/ou reprodução integral através de transferência nuclear para oócito com desenvolvimento de irmãos/irmãs gêmeos (para menores) e filhos/filhos gêmeas (para adultos). Mais de um bilhão mulheres férteis podem produzir mais de doze bilhões de oócitos por ano para reprodução de gametas duplos, reprodução por transferência nuclear celular e/ou regeneração de células, fluidos, tecidos e órgãos com reprogramação genética.

Neurobot is a bio/bio-cyber cyber-human/being shaped/articulated as a bio-human, containing a Neurocomp computer, computer/brain, made of neurochips and integrated to a Neuronet, external network. Preserved Human brains with highly damaged/abandoned bodies can be transferred to a Neurobot, following the Permanent Life Protocol, Informatic Life Stage.
M E S I S T E M
MÓDULO DE VIDA PERMANENTE
Bio-Solar-Eólica
Bateria Gerador Estocagem
Conecção de Rede de Energia
Água-Ar-Fluídos
Reservatório Estocagem
Conecção de Rede
Normo-Hipo-Crio
Controle de Temperatura
Aquecer Refrigerar Congelar
Nano-Micro-Macro
Controle Visual
Microvídeo Microscópio
H2O-CO2-N2
Sal Açúcar Proteína
Solução de Preservação
Preservação, Reprogramação Reativação, Regeneração Reprodução Celular
Sistema Médico Móvel Global
TECNOLOGIA DE VIDA PERMANENTE
MVP
Módulo de Vida Permanente

Máquina de Imunoterapia Universal Individual preserva Vida Sistêmica, processando, suplementando sangue, bancos de células, curando/imunizando vírus, bactérias, toxinas, câncer, trauma e envelhecimento, mesmo após falha elétrica cardio-respiratória/cerebral (aka "morte"), permitindo recuperação, com circulação total,
ou se obstruida, segmentada.

Vida Sistêmica Normotérmica
(Seco: +37C a +32C)

Médico Virtual
Interface Texto-áudio-vídeo
+
Regeneração/Proteção Celular
Suplemento Nutricional/Hormonal/Imunológico
+
Exoesqueleto
Suplemento Ortopédico/Neurológico/Circulatório
+
Micro laboratório de exame de amostras
(sangue, saliva, urina, fezes, cabelo, pele etc.)
+
Monitoramento Cardio-respiratório por Computador
(fibrilação / taquicardia ventricular: DEA + CPEA)
(sem pulso / assistolia: RCPA + EBCA + CPEA)
+
Estimulador Elétrico / Físico / Bioquímico Automático
(AeroHeart: Traje de Compressão Pneumática Corpórea)
(Circulador Ar-Vácuo Cardíaco de Pressão-Sucção)
(DEA: Desfibrilador Externo Automático)
(RCPA: Reativação Cardio Pulmonar Automática)
(EBCA: Estimulante Bioquímico Cardíaco Automático)
(CPEA: Contra-Pulsação Exterior Automática)
(eletrodos externos / eletroquímicos internos)
(saco-cinto de contra pressão no alto/baixo corpo)
(balanço gravitacional mecânico circulatório)
+
Suporte de Ar / Oxigênio
(válvula de bloqueio de refluxo de ar)
(capacete refrigerador cerebral)
(vácuo na compressão de tórax para exalação de ar)

Vida Celular Hipotérmica
(Seco:+31C a +5C / Molhado: +4C a -20C)
+
Refrigerador
(+ 37Celsius a + 4Celsius)
(-10C = -50% em consumo de oxigênio celular)
+
Máquina Coração-Pulmão-Rim Exterior
(oxigenação/nutrição extracorpórea do sangue
central e/ou segmentada)
(hemodiálise/hemofiltração p/ controle de água/toxinas)
(substituir sangue c/ solução salina hipo-conservante)
(substituir sangue c/ solução açucarada crio-conservante)
+
Congelador
(+4Celsius a -20Celsius a -40Celsius)
(criotermia líquida c/ crioconservante salino a -20C)

Vida Atômica Criotérmica
(Congelamento Seco: -20 a -40C)

(criotermia sólida c/ crioconservante açucarado a -40C)
(+1C slow freeze ou flash freeze: vibração mecânica e campo eletromagnético p/ evitar cristais de gelo)
+
Liofilizador (Congelador Seco)
(antioxidantes e estabilizadores de membrana celular)
(congelamaneto seco c/ sublimação de água em vácuo)
(preservação ilimitada em câmara desoxigenada a -40C)
(regenerativos de membrana celular)
(reidratação e descongelamento celular)
+
Reidratador-Recirculador
(AquaHeart: Circulação Intercelular Porosa)
(câmara de sangue "rico" de alta pressão/gravidade)
(câmara de sangue "sujo" de baixa pressão/gravidade)
(filtro do corpo "esponja" poroso)
(filtração, suplementação, bomba de sangue)

Vida Genética Criotérmica
(Congelamento Seco: -20 a -40C)
+
Mini liofilizador
(preservação de células com DNA nuclear)
(transferência nuclear celular)
(reprogramação ou reprodução celular)

Vida Informática Normotérmica
(Temperatura Ambiente Seco: 10C a 30C)
+
Hardrive e Pendrive
(armazenamento binário do DNA e memória)
(código, história e conhecimento em texto/áudio/vídeo)
+
Piloto e Remoto
sistema de rodas e direção de módulo
para transporte aero-aqua-terrestre

MÓDULO DE VIDA PERMANENTE

SUB-MÓDULO DE VIDA SISTÊMICA
(Proteção-Regeneração Sistêmica)
SUB-MÓDULO DE VIDA CELULAR
(Exo-Circulação Vascular)
SUB-MÓDULO DE VIDA ATÔMICA
(Exo-Circulação Porosa)
SUB-MÓDULO DE VIDA GENÉTICA
(Bio-DNA)
SUB-MÓDULO DE VIDA INFORMÁTICA
(DNA-Memória Binária)
1
MÓDULO DE VIDA PERMANENTE

Preservar, Regredir, Regenerar, Progredir:

VIDA SISTÊMICA
(Proteção-Regeneração Sistêmica)
VIDA CELULAR
(Exo-Circulação Vascular)
VIDA ATÔMICA
(Exo-Circulação Porosa)
VIDA GENÉTICA
(Bio-DNA-Memória)
VIDA INFORMÁTICA
(DNA-Memória Neural Binária)
1
2
4
3
5
6
7
8
9
2
3
ExoSuit
SuperSkin
Macro Module 1.0
Macro Lab 1.0
Incubadora Fluida de Vida
Imunoterapia
Universal
Individual
Neurobot
SUPERHEART
SUPERBLOOD
LIFE CAMPUS
Olife