M E S I S T E M
Protocolo de
Vida Permanente Mandatório Global
Mais de 50 milhões de vidas, com parada elétrica cardiorrespiratória/neurológica mas com 99.99% de células vivas, são abandonadas anualmente por médicos primitivos tradicionais, sem o uso das mais avançadas técnicas médicas, para então serem enterrados ou queimados. Médicos devem formar uma comissão em sua organização de saúde para implementar imediatamente o Protocolo de Vida Permanente para proteger vidas e evitar responsabilidade judicial por seu abandono. Agentes da Justiça devem impedir este abandono e proteger a Vida Permanente. O protocolo mortuário primitivo tradicional danoso tem que ser impedido.

Pessoal e sistemas médicos/judiciais são obrigados por contrato profissional/judicial a proteger a vida com toda extensão da MEDICINA AVANÇADA, que é distinta da medicina alternativa/experimental por oferecer soluções que não têm qualquer alternativa nos sistemas médicos tradicionais. Estas soluções resolvem problemas atuais que levam médicos primitivos a declarar "morte", levando a vida humana, com cerca de 100 trilhões de células vivas, a serem abandonadas, desativadas, desintegradas em cerca de 8 octilhões de átomos não identificáveis, que serão dispersos no ambiente (moléculas, átomos e partículas de quantum de energia-matéria sub-atômica), perdendo a identidade do DNA e incorporados a outras formas de vida celular.

O Protocolo de Vida Permanente Mandatório Global sistematiza técnicas de medicina avançada que não têm nenhuma alternativa nos sistemas médicos tradicionais vigentes, que não estão aplicando essas técnicas sistematicamente, motivados por lucro de curto prazo e/ou conservadorismo profissional/religioso. Este protocolo pode ser melhor aplicado com um produto de produção em massa flexível de baixo custo com todos os componentes para proteger Vida, como é a tecnologia de Módulo de Vida Permanente oferecido pelo Sistema Médico Móvel Global (www.mesistem.com).

O PARADIGMA, PROTOCOLO E PRODUTO TECNOLÓGICO MÉDICO DE VIDA PERMANENTE BUSCA PRESERVAR, REGREDIR, REGENERAR E PROGREDIR SEUS COMPONENTES: VIDA SISTÊMICA (CÉLULAS COM SISTEMAS DE INTEGRAÇÃO NATURAIS), VIDA CELULAR (CÉLULAS COM SISTEMAS DE INTEGRAÇÃO ARTIFICIAIS), VIDA ATÔMICA (CÉLULAS ATOMICAMENTE ESTRUTURADAS DESATIVADAS), VIDA GENÉTICA (DNA BIOLÓGICO E MEMÓRIA DE INTERFACE INDIRETA TEXTO-ÁUDIO-VÍDEO) E VIDA INFORMÁTICA (DNA E MEMÓRIA DE INTERFACE DIRETA NEURAL BINÁRIA).

1-PROTEÇÃO DE VIDA SISTÊMICA (CÉLULAS COM SISTEMAS DE INTEGRAÇÃO NATURAIS):

Expectativa de vida média tem consistentemente avançado e quando alcança em torno do ponto médio, proteção a Vida Sistêmica deve ser aplicado para estender a vida adiante e potencialmente para sempre. Deterioração de ossos, músculos, tecidos, órgãos e cérebro por suposto "envelhecimento", levando à redução de mobilidade e/ou capacidade intelectual (especialmente por ociosidade ou uso de drogas neurológicas), a paralisação cardiorrespiratória, a paralisação neurológico e suposta "morte". Correntemente 85 a 95 anos é a idade usual de intervalo tratamento em termos de custo-benefício, onde não há nada a perder e tudo a ganhar se há significativa redução de mobilidade e/ou capacidade intelectual.

Células podem dividir/crescer indefinidamente desde que o telômero celular (extremidade dos cromossomos) tenha tamanho adequado induzido pela enzima telomerase que por sua vez é induzida por hormônios. Células neurais (produzidas até os 6 anos e potencialmente posteriormente) e musculares cardíacas (renovadas de 0,3% a 1% ao ano baseado em datação por carbono) não tem um tempo de vida fixo, podem crescer em tamanho, podem sobreviver indefinidamente (se não forem destruídas por drogas neurológicas, câncer, vírus, bactérias e tiverem proteção adequada), podem ser substituídas/recuperadas através de estímulo interno (enzimas/hormônios de regeneração/reparo) e/ou introdução externa de células tronco/reparo/substituição (bio células, nanorobôs e/ou super células artificiais). Indivíduos considerados "mortos" pela medicina tradicional primitiva tem 99,99% de células vivas e neurônios saudáveis semelhantes ao tempo da infância (a não ser se afetados pelo efeito colateral de drogas neurológicas ou poluentes).

Vida sistêmica deve ser preservada com atividade física/mental e suplementos nutricionais/hormonais/ imunológicos: hormônios/células brancas bio-idênticas (mesmo DNA) e bio-específicas (vacinas anti-câncer/vírus/bactéria); nano-marcação celular sensitiva/seletiva (fototérmica/eletromagnética/bioquímica); crescimento de tecido/órgão específico através de células tronco com transferência nuclear ou reprogramação/pluripotência genética para acelerar o crescimento de células saudáveis e reprimir o crescimento de células não saudáveis. Anomalias como câncer, massa muscular recrescida fraca ou defeito ventricular cardíaco podem ser evitadas com hormônios/vacinas bio-idênticas, exercício/nutrição suplementar, monitoramento e/ou intervenção corretiva.

Um Sistema Suplementar Imunológico Universal (anti vírus, bactérias e câncer) pode combinar marcadores celulares (para acelerar colocação de elementos sinalizadores imunológicos nas membranas celulares, como fosfoetanolamina por exemplo, que acelera a colocação de caspases da mitocôndria na membrana celular, uma protease que sinaliza células cancerosas para eliminação); protetores de vias de sinalização celular (o processo das células imunes de identificação de marcadores celulares precisa ter vias de sinalização protegidas contra serem inutilizadas em células disfuncionais evitando sua identificação); vacinas indiretas (sinalização de elementos da membrana celular de células não saudáveis introduzidas para alertar e acelerar a resposta do sistema imunológico) e vacinas diretas (produção de células imunológicas bio-idênticas fora do corpo e exposição a elementos de membranas celulares sinalizadoras de células não saudáveis, para serem reintroduzidos para reforçar o sistema imunológico). Testes clínicos testaram esses componentes separadamente quando deveriam testar a eficiência do sistema em conjunto. Um marcador celular como fosfoetanolamina pode não ser muito eficaz se o sistema imunológico do paciente é ineficiente. Marcadores celulares foto / magnético / elétricos podem ser usados adicionalmente para marcar células saudáveis e não saudáveis para posicionamento construtivo ou destruição.

2-PROTEÇÃO DE VIDA CELULAR (CÉLULAS COM SISTEMA DE INTEGRAÇÃO ARTIFICIAL)

Se Vida Sistêmica não pode ser sustentada, em caso de parada elétrica cardiorrespiratória e neurológica, haverá uma regressão a Vida Celular que deve ser protegida com sistemas artificiais até que a progressão de volta a Vida Sistêmica seja possível.
Paralisação cardiorrespiratória a partir de hemorragia/infecção/câncer controlável localizado ou dano/disfunção em sistema/órgão por trauma, câncer, bactérias ou vírus (etc), levando à paralisação neurológica, podem ser revertidos com sistemas cardiorrespiratórios artificiais.

Vida Celular deve ser preservada com circulação mecânica sanguínea/oxigenação (massagem manual do coração gera apenas 15% da circulação sanguínea normal e não pode ser sustentada por longo tempo) externa (traje de pulsação com cinta inflável automática peitoral, bomba vertical peitoral de pulsação do coração, cintas infláveis de contra-pulsação nos braços/pernas, desfibrilador de choque elétrico automático, oxigenação de boca com válvula de vácuo e circulação com balanço gravitacional) e/ou interna (máquina coração-pulmão com oxigenação/nutrição/imunização/filtragem de sangue direta) e/ou redução da temperatura para reduzir o consumo de oxigênio celular (redução de 50% a cada redução de 10 Celsius até 4 graus Celsius), suplementação elétrica cárdio-muscular e cérebro-neurológica (rede corporal de eletrôdos para manutenção de contração muscular e de fluxo elétrico neurológico). Se circulação geral unificada não é possível (por causa de disfunção de órgão e/ou câncer/hemorragia/infecção localizada), circulação independente parcial/segmentada pode ser utilizada para prover oxigenação, nutrição, filtração, imunização, hormonização e regeneração para as células.

Ondas sônicas, elétricas, fotônicas e/ou gravitônicas podem, em teoria, eliminar células cancerígenas / senis / insalubres, bactérias e vírus, rompendo suas membranas naturais ou revestidas por marcadores bioquímicos ou nanorobóticos, preservando membranas celulares saudáveis mais fortes (testes empíricos devem determinar a densidade / tamanho / frequência das ondas). Esta pode ser a última tentativa de preservar Vida Celular, antes de regredir para Vida Atômica, onde o procedimento poderá ser repetido, contra membranas insalubres que resistam ao congelamento instantâneo gerando microcristais de água, desidratação, descongelamento e reidratação (marcadores podem desproteger membranas insalubres enquanto membranas saudáveis são protegidas por criopreservativos como trehalose).

3-PROTEÇÃO DE VIDA ATÔMICA (CÉLULAS ATOMICAMENTE ESTRUTURADAS DESATIVADAS)

Hemorragia / infecção / câncer generalizado e/ou disfunção de órgãos vitais pode obstruir circulação vascular unificada ou segmentada, levando a um colapso generalizado das células, que podem ser desativadas temporariamente para sua proteção, até que circulação porosa possa ser adicionada a circulação vascular obstruída, possibilitando que todas as células possam ser alcançadas, sustentadas e regeneradas. Paralisação cardiorrespiratória a partir de hemorragia/infecção/câncer generalizado incontrolável ou dano/disfunção em sistemas / órgãos vitais por trauma, câncer, bactérias ou vírus, levando à paralisação neurológica, pode ser revertido com congelamento instantâneo/seco, desidratação, seguido de reidratação/circulação porosa, regeneração celular e progressão de volta a Vida Celular/Sistêmica.

Vida Atômica deve ser preservada com desativação de células (para subsequente reativação após reidratação e regeneração celular) usando criopreservativos (solução açucarada/salina/iônica como fosfato-trehalose para penetrar e proteger membranas celulares incluindo núcleo e organelas internas), congelamento instantâneo/seco (-20 a -40 Celsius, ondas eletromagnéticas/vibração mecânica sustentam calor depois quando desligados geram congelamento com micro cristais de água menos danosos que são neutralizados com crioprotetor trehalose, sublimação em vácuo, formando uma esponja porosa seca celularmente estruturada) e reidratação (vapor, névoa, spray e líquido). Reintrodução de sangue (ou solução circulatória) incluindo hormônios e glóbulos brancos bio-específicos/bio-idênticos com mesmo DNA (vacinas anti-cancerígenas/virais/bacterianas) acelera o crescimento de células saudáveis e suprimi células não saudáveis. As células serão alimentadas com glucose/oxigênio (etc) diretamente via poros/vasos (fluxo cíclico por pressão/osmose/eletrólise/gravidade de cima para baixo), restabelecendo Vida Celular aquática.

Congelamento instantâneo/seco resulta em um corpo "esponja" poroso seco que pode ser reidratado/regenerado por meio de circulação adicional porosa intersticial/intercelular de alta (líquido) para baixa (vácuo) pressão em câmara dupla com corpo como filtro entre estes. É possível só dehidratar o fluido intersticial e não necessariamente as células, proporcionando rehidratação vertical porosa circulatória entre as células para substituir ou complementar a circulação vascular. Circulação Porosa Intercelular total, para todo corpo, ou parcial para órgão, tecido, segmento do corpo danificado sem circulação vascular, em adição a circulação parcial vascular para o resto do corpo. Células são adicionadas ou regeneradas por mitose ou por introdução de células tronco externas com nano marcadores/robôs para guiá-las para o lugar e/ou a utilização de suportes biodegradáveis para montar completamente órgãos/tecidos. Depois de regeneração da estrutura celular (usando também introdução externa de células tronco/articiciais se necessário), haverá uma transição para Vida Celular externa seca com adição natural/artificial de queratina epidérmica externa, mantendo a circulação vascular mecânica para nutrição/oxigenação do sangue. Enzima Trehalase (presente nos intestinos) pode ser introduzida na circulação para converter o criopreservativo trehalose para glicose para ser utilizada pelas células. Finalmente deve haver uma transição de volta a Vida Sistêmica original com a reativação dos sistemas naturais circulatórios, respiratórios e neurológicos via estímulo químico/elétrico. Bactérias de mais de mil anos congeladas/descongeladas usam enzimas para reparar DNA. Células humanas congeladas/descongeladas danificadas também podem ter seu DNA, membrana e organelas reparadas por enzimas/hormônios e/ou nanorôbos e/ou podem ser substituidas por super células artificiais e/ou células tronco. Nematóides multicelulares de mais de 40.000 anos voltaram a vida com sucesso. Mamíferos ou humanos congelados podem ser descongelados e reparados com sucesso, mesmo sem o protocolo de congelamento instantâneo com criopreservativo. Mais de 2 bilhões de seres humanos deveriam ter sido congelados desde os anos 70, mas em vez disso foram atomicamente/molercularmente dispersos no ambiente, então este hábito mortuário primitivo deve ser cessado imediatamente.

4-PROTEÇÃO DE VIDA GENÉTICA (DNA BIOLÓGICO E MEMÓRIA DE INTERFACE INDIRETA TEXTO-ÁUDIO-VÍDEO) E VIDA INFORMÁTICA (DNA E MEMÓRIA DE INTERFACE DIRETA NEURAL BINÁRIA).

Vida Genética (bio DNA celular e memória com interface indireta de testo-áudio-vídeo) e Informática (DNA em código binário de computador e memória com interface neural direta) também podem ser preservadas para reprodução celular via transferência nuclear e reprogramação genética pluripotente celular para crescimento de tecido/órgão ou reprodução/crescimento completo do corpo em nova Vida Sistêmica independente geneticamente idêntica, com transmissão de memória/educação (preservação de hardware/software humano similar, com mesmo DNA e mémoria similar/aproximada).

DNA bio-preservado em células congeladas/desidratadas, permitindo que átomos idênticos sejam remontados em estruturas celulares idênticas de um novo idêntico corpo ("hardware") parcial (órgãos/tecidos) ou total, via reprogramação genética de células tronco, ou reprodução com gameta (oócito) por transferência nuclear (filho/filha gêmea de adultos ou irmão/irmã gêmea de menores). Também uma memória cerebral similar ("software"), transferida diretamente via interface com neurônios quando possível ou indiretamente via interface de texto/áudio/vídeo de conhecimento, cultura e história.

Diferentes tipos de células unipotentes (células adultas de tecidos, órgãos, fluídos) ou pluripotentes (células tronco embrionárias e adultas, como no sangue do cordão umbilical) devem ser preservadas para potencial reprogramação e/ou transferência nuclear. Preservação do código genético DNA para regeneração/reprodução das células de órgãos/tecidos/fluidos e/ou reprodução integral através de transferência nuclear para oócito com desenvolvimento de irmãos/irmãs gêmeos (para menores) e filhos/filhos gêmeas (para adultos). Mais de um bilhão mulheres férteis podem produzir mais de doze bilhões de oócitos por ano para reprodução de gametas duplos, reprodução por transferência nuclear celular e/ou regeneração de células, fluidos, tecidos e órgãos com reprogramação genética (remover doenças genéticas, aumentar longevidade e performance).

RESPONSABILIDADE MÉDICA E JUDICIAL

Médicos, Organizações e Sistemas Médicos são responsáveis pela preservação da Vida Permanente Sistêmica, Celular, Atômica, Genética e Informática dos seus pacientes, com o uso de técnicas e sistemas médicos avançados (tecnologia de ponta). Até resfriamento e congelamento comum (com dano de membrana celular por cristalização, potencialmente regenerável) são preferíveis ao rotineiro abandono de Vidas com com 100 trilhões de células vivas a temperatura ambiente para sua gradual desestruturação atômica/molecular. Não aplicar técnicas de medicina avançada de Vida Permanente pode resultar em ação civil/penal (homicídio) nos sistemas judiciais nacionais ou internacionais como Jusistem - Sistema Judicial Móvel Global (www.jusistem.com). Agentes Jusistem provam dano, premeditação, perigo para obter restituição, multa, prisão domiciliar produtiva-educativa auto-financiada em território nacional ou internacional ( www.jusistem.com ).

Os sistemas médicos primitivos atuais têm um interesse econômico no fato de que não haveria recursos suficientes nos sistemas primitivos privados/governamentais atuais para sustentar a vida de mais de 50 milhões de supostos "mortos" anualmente e no fato de que o prolongamento em massa da vida para mais de 100 anos poderia torná-los supostamente não lucrativos, insustentáveis, falidos ou com necessidade de financiamento complementar de contribuintes mais jovens (isto supostamente poderia ocorrer com uso da tecnologia médica tradicional de alto custo mas não com uso de tecnologia de Vida Permanente de menor custo).

Reduções de custos economizarão mais do que o suficiente para financiar o novo sistema de saúde preventivo móvel permanente de baixo custo: prevenção obrigatória de abuso de substâncias (cafeína, tabaco, álcool, açúcar, gordura, sal, maconha, cocaína, heroína, analgésicos, remédios para dormir, drogas psicológicas etc.); prevenção do abuso econômico (monopólios de patentes de drogas/dispositivos, cartéis/trustes de drogas, sindicatos/associações empresariais e de pessoal, etc.); melhoria do desempenho em saúde e economias de escala de produção em massa. Uma patente não dá o direito a elevação abusiva de preço de monopólio e as leis anti-truste podem ser usadas para forçar os preços a ter no máximo 20% a 40% de margem líquida de lucro. Isto inclui auditoria de Pesquisa, Desenvolvimento, fornecedores, subsidiárias e compradores em sobre/sub preço para reduzir a rentabilidade real, enquanto aumentam os fundos em economias nacionais com alta lavagem de dinheiro e baixa proteção de danos por abuso econômico.

Também parentes do paciente, que são seus herdeiros de propriedade, podem ter interesse econômico em não querer usar a propriedade do paciente para estender um estilo de vida supostamente de baixa qualidade ou de sofrimento, as vezes até a pedido de um paciente suicida. Aplicação de proteção de vida obrigatória deve ser utilizada para impor que sistemas médicos primitivos e herdeiros do paciente comprometam fundos para proteger a vida do paciente em toda a sua extensão propiciada pela medicina avançada, inclusive quando a Vida Sistêmica regride a Vida Celular, Vida Atômica, Vida Genética ou Vida Informática, com o objetivo de progredi-la de volta a Vida Sistêmica.


EXISTEM TAMBÉM RECURSOS NA ECONOMIA GLOBAL PARA SUSTENTAR VIDA PERMANENTE, principalmente os correntemente utilizados para drogas neurológicas (cafeína, tabaco, álcool, drogas neurológicas de farmácia/prescrição e drogas "ilícitas" como maconha, crack, cocaína, heroína etc); consumismo supérfluo de luxo (sobrepreço psicológico); preços abusivos de monopólio (especialmente na indústria da saúde); gastos militares supérfluos (sobre preços abusivos e excesso de demanda além da necessidade militar tática-estratégica) e especialmente dinheiro de corrupção (desviados de governos e empresas) em depósitos, imóveis e investimentos trilionários em paraísos de lavagem de dinheiro ou retornados lavados a economias tradicionais nacionais.

JUSISTEM, UM SISTEMA JUDICIAL MÓVEL GLOBAL, TEM A CAPACIDADE POTENCIAL PARA FINANCIAR E IMPLEMENTAR PROTEÇÃO GLOBAL A VIDA PERMANENTE: www.jusistem.com

MESISTEM, UM SISTEMA MÉDICO MÓVEL GLOBAL, TEM A CAPACIDADE POTENCIAL PARA FINANCIAR E IMPLEMENTAR PROTEÇÃO GLOBAL A VIDA PERMANENTE: www.mesistem.com
Proteção de
Vida Permanente
Sistema Médico Móvel Global
TECNOLOGIA DE VIDA PERMANENTE